Como Fazer Cerca Viva com Espinhos? Dicas e Passo a Passo

Publicado em e atualizado em: 27-10-2022.

Cercas vivas com espinhos são uma ótima maneira de proteger o seu jardim ou propriedade. Elas também podem ser usadas para delimitar o seu espaço e dar um toque de elegância ao seu jardim. No entanto, para que a sua cerca viva seja bem-sucedida, é importante seguir algumas dicas de plantio e cuidado.

Cerca Viva Com Espinhos 1

Selecione as plantas certas

PlantaNome científicoCaracterísticas
Rosa-de-espinhoRosa rugosaPlanta arbustiva, com espinhos nos caules e flores grandes e perfumadas.
Cacto-espinhoCereus peruvianusCacto com espinhos longos e agudos, flores grandes e frutos comestíveis.
Espinho-de-cobraEuphorbia ingensPlanta arbustiva com espinhos longos e venenosos, flores amarelas e frutos verdes.
Hibisco-espinhoHibiscus rosa-sinensisPlanta arbustiva com espinhos nos caules, flores grandes e perfumadas.

Existem muitas espécies diferentes de plantas que podem ser usadas para fazer uma cerca viva com espinhos. Algumas das mais populares são o roseiral, o buxo e o espalier de limoeiro. No entanto, é importante escolher as plantas certas para o seu clima e solo. Por exemplo, o roseiral pode não ser a melhor escolha para um clima quente e úmido, pois pode sofrer com doenças fúngicas. Já o buxo é uma planta mais tolerante ao calor e à umidade, mas requer solo bem drenado.

Cerca Viva Com Espinhos 2

Prepare o solo adequadamente

Antes de plantar a sua cerca viva, é importante preparar o solo adequadamente. Isto significa que você deve remover todas as plantas daninhas e outros detritos do local onde vai plantar. Além disso, o solo deve ser enriquecido com composto orgânico e/ou adubo. Isto irá ajudar a planta a crescer saudável e forte.

Cerca Viva Com Espinhos 3

Plantio em linha reta

Para obter uma cerca viva perfeita, é importante plantar as mudas em linha reta. Isto significa que você deve manter as plantas a uma distância uniforme uns dos outros. Uma boa regra geral é manter as plantas a cerca de 30 cm de distância uns dos outros. Se você estiver plantando uma cerca com mais de um metro de altura, pode aumentar a distância entre as plantas para 50 cm.

Como Fazer Cerca Viva Com Espinhos 1

Regue regularmente

Após o plantio, é importante regar regularmente a cerca viva. Isto irá ajudar as plantas a se estabelecerem e a crescerem fortes e saudáveis. No entanto, é importante não exagerar na irrigação, pois isto pode causar problemas de drenagem e encharcamento do solo. A melhor maneira de saber se a sua cerca viva está sendo regada adequadamente é verificar se o solo está úmido, mas não encharcado.

Como Fazer Cerca Viva Com Espinhos 2

Poda com cuidado

Uma vez que a sua cerca viva estiver estabelecida, é importante podá-la com cuidado. Isto irá mantê-la densa e compacta. No entanto, é importante não podar demais, pois isto pode prejudicar a planta. A melhor maneira de podar uma cerca viva é remover apenas as extremidades dos ramos. Isto irá estimular o crescimento de novos ramos e mantê-la densa e compacta.

Plantas Espinhosas 1

Fertilize a cerca viva

Para manter a sua cerca viva saudável e forte, é importante fertilizá-la regularmente. Isto irá fornecer os nutrientes necessários para que a planta continue a crescer e se desenvolver. No entanto, é importante usar um fertilizante específico para cercas vivas, pois alguns fertilizantes podem ser prejudiciais às plantas.

Plantas Espinhosas 2

Mantenha os espinhos afiados

Para manter a sua cerca viva protegida, é importante mantê-la sempre bem afiada. Isto significa que você deve cortar os espinhos regularmente para que eles continuem sharp. Você também pode usar um produto chamado “Anti-spike”, que irá proteger sua cerca viva contra os animais.

O que é uma cerca viva?

Uma cerca viva é um tipo de barreira vegetal, composta por plantas arbustivas ou trepadeiras, que pode ser utilizada como forma de proteção ou isolamento em propriedades rurais ou urbanas. Geralmente, as cercas vivas são formadas por espécies de plantas que possuem espinhos, o que aumenta a sua eficácia como barreira.

Quais as vantagens de se ter uma cerca viva?

As cercas vivas apresentam diversas vantagens, tanto para quem as planta, como para o meio ambiente. Dentre elas, podemos destacar:

  • Proteção: as cercas vivas são ótimas barreiras para impedir a invasão de propriedades rurais ou urbanas. Além disso, também são eficazes na proteção contra animais domésticos ou selvagens que possam causar danos às plantações;
  • Isolamento: as cercas vivas também podem ser utilizadas como forma de isolamento, seja para impedir a visualização de uma área particular, seja para manter o calor em um ambiente.
  • Sombra e abrigo: as plantas que compõem as cercas vivas costumam ser bastante densas, o que proporciona uma boa sombra e abrigo. Isso pode ser muito útil em dias quentes ou durante a estiagem;
  • Decoração: além de todas as suas funcionalidades, as cercas vivas também podem ser utilizadas como forma de decoração. Elas são ótimas opções para quem quer dar um toque verde à sua casa ou jardim;
  • Reflorestamento: ao contrário do que muitos pensam, as cercas vivas não prejudicam o meio ambiente. Pelo contrário, elas são ótimas opções para reflorestamento e ajudam a preservar a biodiversidade.

Como plantar uma cerca viva?

Para plantar uma cerca viva, é importante escolher a espécie de planta adequada. Isso vai depender do clima da região, do tipo de solo e das condições ambientais. Algumas das espécies mais utilizadas para cercas vivas são: o bambu, a pitangueira, a jabuticabeira, o cacto e a roseira.

Uma vez que você tenha escolhido as plantas, é hora de preparar o solo. Para isso, você pode utilizar um adubo orgânico, que vai ajudar as plantas a se desenvolverem de forma saudável. Depois disso, basta fazer os buracos para plantar as mudas e regá-las adequadamente.

Quais os cuidados que devo ter com uma cerca viva?

As cercas vivas requerem alguns cuidados especiais para se manterem bonitas e saudáveis. Dentre eles, podemos destacar:

  • Rega: é importante manter o solo sempre úmido, mas sem encharcá-lo. A rega deve ser feita diariamente, preferencialmente no período da manhã;
  • Adubação: assim como todas as outras plantas, as cercas vivas também precisam de adubação para se manterem saudáveis. A adubação deve ser feita a cada 15 dias, utilizando um adubo orgânico;
  • Poda: a poda também é importante para manter a forma da cerca viva. Ela deve ser feita uma vez por ano, no início da primavera;
  • Controle de pragas: as pragas são um dos principais problemas enfrentados pelas cercas vivas. Por isso, é importante fazer um controle regular para evitar que elas ataquem as plantas;
  • Sol: as cercas vivas precisam de sol para se desenvolverem de forma saudável. Por isso, é importante escolher um local bem ensolarado para plantá-las.

Quais as principais pragas das cercas vivas?

As principais pragas das cercas vivas são: os besouros, as lagartas, os caracóis e as formigas. Esses insetos costumam atacar as plantas, causando danos irreparáveis. Por isso, é importante fazer um controle regular para evitar que eles ataquem as cercas vivas.

Como fazer um controle de pragas nas cercas vivas?

O controle de pragas nas cercas vivas pode ser feito de diversas formas, desde o uso de produtos químicos até o plantio de espécies que repelam esses insetos. Dentre os produtos mais utilizados para o controle de pragas nas cercas vivas, podemos destacar: o carbaryl, a malathion, a deltamethrin e a permethrin.

Além dos produtos químicos, também é possível fazer o controle de pragas nas cerca vivas com o plantio de espécies que repelem esses insetos. Algumas dessas espécies são: o tomate, a cebola, a alcaparra, o alface, a manjericão.

Compartilhe nas Redes Sociais! :)

Facebook Twitter Pinterest Whatsapp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *